10 outubro 2008

Relatório - treino ao bebedouro

Na monitoria de AEC, o lugar onde tenho recebido mais perguntas é com relação a construção dos relatórios. Pensando nisso, eu resolví direcionar um pouco mais as minhas postagens nesse sentido. Explicando passo a passo como é que se constrói o relatório dos experimentos.
Vamos lá. Primeiro é o do Treino ao Bebedouro.
Estou tomando como base o roteiro usado na faculdade onde sou monitor. Então, na ordem dele:

1 - Quais são as variáveis manipuladas e o objetivo do experimento?

De acordo com Maria Amélia Matos e Márcio Yukio Tomanari (2002),em psicologia denominamos as ocorrências ambientais variáveis independentes, e as ocorrências comportamentais variáveis dependentes. O ambiente refere-se à caixa de Skinner e ao processo pelo qual o rato passa no laboratório até o momento do experimento. Quais são as variáveis controladas no que foi citado? Estas são as independentes. São elas que o aluno tem de identificar neste exercício. Um exemplo: tempo de privação. Parafraseando Matos e Tomanari, estudamos o comportamento através da manipulação da variável independente e observando se há mudança na variável dependente. Se com o tempo de privação a probabilidade do rato tomar a água é maior, é sinal de que se um organismo está privado de um reforçador, a probabilidade dele emitir o comportamento que o gera é maior.

O objetivo deste experimento fazer com que o rato associe o som do bebedouro com a presença de água. Assim, o som do bebedouro torna-se estímulo discriminativo para a resposta de tomar água.

2 - Construa um gráfico de linha apontando em Y ( ordenada ) o tempo de reação e em X ( abscissa ) o número de tentativas.

Este é o tipo de coisa onde os alunos mais tem dúvidas. Construção de gráfico.
Adote o seguinte procedimento: Coloque os dados assim:
Clique para ver melhor
( Na coluna da esquerda, coloque o número de tentativas; na coluna da direita, coloque o tempo de reação )

Depois de selecionar os dados vá em: inserir > gráfico > gráfico de linha > avançar até o final e > concluir. Está pronto o gráfico.
Eis o meu: Clique para ver melhor .

Ficou legal?

3 - Compare o tempo de reação entre a primeira e a última tentativa. Qual a diferença entre elas?Aponte a reação mais curta e a mais longa.

Este com certeza é o mais simples de todos os exercícios. Basta que o aluno mostre a diferença numérica entre o tempo de reação da primeira e última tentativa e mostrar em qual das tentativas o rato demorou mais e em qual ele demorou menos a tomar a água.

4 - Podemos dizer que neste experimento houve condicionamento clássico? Explique. Sugira um procedimento para provar que ocorreu este tipo de condicionamento.

Houve a associação de algum estímulo neutro que depois de emparelhado com algum estímulo incondicionado, passou a gerar uma resposta condicionada ? Se houve, como ocorreu esta associação? Que resposta o estímulo condicionado passou a gerar? Aplicando a teoria sobre Condicionamento Clássico, se ele tiver acontecido, que procedimento podemos adotar para provar que aconteceu o Condicionamento Clássico? Lembre-se do experimento de Pavlov onde o cão associou o som da sineta a carne. Aqui não é muito diferente. O ratinho pode associar o som do bebedouro com a água.


Até o próximo experimento. Dúvidas, sintam-se a vontade para entrar em contato comigo pelo email: netopsico@yahoo.com.br

Abraços.

4 comentários:

Ro Fantini disse...

Puxa bem agora que a acabou o segundo ano...e tive que dar Adeus ao meu rato...!!!hehehehehe

Neto disse...

hehehehe... Espero que as postagens ajudem quem ainda está usando o ratinho.

Estrela de todos os dias disse...

Olá! me ajudaram...Não sei mais o que escrever neste relatório e AEC... Ainda tenho dificuldade para associar os termos técnicos...
Obrigada

Estrela de todos os dias disse...

Olá! me ajudaram...Não sei mais o que escrever neste relatório e AEC... Ainda tenho dificuldade para associar os termos técnicos...
Obrigada